Hospital Santo Ângelo

Menina que necessitou ficar mais de 30 dias na UTI Neonatal do Hospital Santo Ângelo, visita o local oito anos depois

A UTI Neonatal do Hospital Santo Ângelo recebe prematuros extremos e com baixo peso de todo o Estado. Muitas famílias já necessitaram do serviço e são inúmeras histórias de vida que emocionam.
Nesta semana, Marcos Cristiano Zarth, morador de Entre-Ijuís, trouxe a filha Bethina Gorgen Zarth para conhecer a UTI Neonatal, a pedido da própria filha, que tinha interesse em ver o local onde ficou quando nasceu.
Bethina nasceu no dia 23 de outubro de 2014, pesando 1.110kg e necessitou ficar mais de 30 dias na UTI Neonatal. “O período que a Bethina esteve aqui foi muito bem atendida, eu só tenho a agradecer, porque se não fosse a UTI Neonatal e esses profissionais aí o que seria da gente né. Então assim, o atendimento foi nota 10, muito bom mesmo. A gente não apenas conheceu a equipe como fez amizade com vários e até hoje nos encontramos, temos contato via whats, aumentou os amigos, foi muito bom mesmo”, relata o pai.
A menina ao conhecer a UTI Neonatal ficou surpresa ao ver o tamanho dos bebês. Também conversou com a médica e enfermeiras que responderam seus questionamentos.