↑ Retornar para Internações

UTI NEONATAL

A Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTI Neo), do Hospital Santo Ângelo, está preparada para receber recém-nascidos em condições delicadas de saúde, incluindo prematuros extremos (peso inferior a 1Kg e 500 gramas). Foi inaugurada em 2009, com equipe de saúde qualificada e capacitada para proporcionar o melhor atendimento aos recém-nascidos e recursos materiais de qualidade. Tem capacidade para 10 leitos, seis deles localizados em salão central para os casos de alto risco, um quarto de isolamento, e dois quartos com dois leitos para os recém-nascidos para ganho de peso.

A equipe multidisciplinar que atua na UTI Neo do Hospital de Caridade de Santo Ângelo é formada por médicos pediatras, médicos neonatologistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, psicóloga, nutricionista, fonoaudiólogo, oftalmologista, e tem como responsabilidade cuidar de qualquer necessidade do bebê, prestando um atendimento de qualidade e humanizado para os pequenos pacientes e seus pais. A equipe multiprofissional realiza ainda educação permanente, atualizando e capacitando seus profissionais para atender as necessidades e demanda da unidade.

A UTI Neonatal oferece ainda modernos equipamentos e recursos tecnológicos, humanização no atendimento, acesso livre dos pais e incentivo a que permaneçam no setor para terem contato direto com o bebê, exceto em situações de emergência ou execução de procedimentos.

Na UTI Neo o bebê prematuro é mantido em uma incubadora ou berço aquecido, que mantém sua temperatura corporal adequada conforme seu peso e idade gestacional. Algumas vezes pode estar conectado a alguns fios e aparelhos que servem para mostrar qualquer alteração que haja em seu corpo, enfim a um sistema completo de vigilância, com monitorização de múltiplos parâmetros (frequência cardíaca, frequência respiratória, saturação de oxigênio, pressão sanguínea, temperatura corporal).

A aplicação do Método Canguru na UTI Neonatal é uma das tecnologias leves utilizadas no cuidado aos recém-nascidos prematuros, o qual favorece o contato “pele a pele” entre o bebê e sua mãe/pai e auxilia na recuperação do bebê. O método é assim chamado devido à semelhança com o canguru que carrega seu filhote em sua bolsa. Muitos benefícios foram comprovados como a melhora dos batimentos cardíacos, do ritmo respiratório e a manutenção da temperatura corporal do bebê, além de favorecer o aleitamento materno.

A tão almejada alta para casa ocorre quando o bebê não apresenta risco de vida, têm mais de 2Kg, e quando estiver sugando bem o seio materno ou mamadeira na impossibilidade da amamentação exclusiva ao seio, o que é fundamental para a sua alimentação em casa.

Deixe uma resposta