fev 08

Pacientes enfrentavam uma longa espera para o serviço de Otorrinolaringologia

Em toda a região, pacientes  enfrentavam uma longa espera para consulta, devido à dificuldade em acessar o serviço de Otorrinolaringologia. No entanto, mediante viabilização deste serviço através de contrato com o Governo do Estado, essa realidade começa a mudar, possibilitando esse tipo de consulta via Sistema Único de Saúde (SUS).

O aposentado José Zavacki, de 64 anos, morador de Entre-Ijuís, conta que desde agosto do ano passado vinha tentando agendar uma consulta, sem sucesso. “Tenho problema respiratório devido à obstrução do nariz e garganta. Por várias vezes estive na Secretaria de Saúde do município e não conseguia um encaminhamento. Felizmente tudo deu certo e estou aqui no Hospital Santo Ângelo para a minha consulta com a médica”, diz.

Quem também aprovou esse novo serviço disponibilizado no Hospital Santo Ângelo, desde a segunda-feira, 5, foi Cleci Martins Cardoso, de 45 anos, moradora do bairro Marcírio Machado, de Santo Ângelo. Ela trouxe o filho, Samuel Thielke, de 12 anos, que vem tendo dificuldade respiratória em decorrência da obstrução nasal. “Ele já tinha feito tratamento da adenoide e cirurgia de nariz e garganta, mas novamente enfrenta o mesmo problema. Fico feliz em saber que o Hospital Santo Ângelo agora atender pessoas pelo SUS que precisam de tratamento com otorrinolaringologista”, frisa Cleci.

A médica otorrinolaringologista, Luciele Stochero, diz que na clínica a partir do diagnóstico é definido então o tipo de tratamento. “De acordo com a situação do pacientes estaremos estabelecendo o tratamento clínico ou até mesmo o procedimento cirúrgico aqui no Hospital Santo Ângelo”, salienta Luciele.

Fotos: Cristiano Devicari